O Histórico Infame de Frankie Landau-Banks - E. Lockhart

Título: O Histórico Infame de Frankie Landau-Banks
Autora: E. Lockhart
Páginas: 339
Editora Seguinte
Gênero: Ficção/Literatura infantojuvenil

Aos catorze anos, Frankie Landau-Banks era uma garota comum, um pouco nerd, que frequentava a Alabaster, uma escola tradicional e altamente competitiva. Mas tudo muda durante as férias. Na volta às aulas para o segundo ano, o corpo de Frankie havia se desenvolvido, e ela havia adquirido muito mais atitude. Logo ela chama a atenção de Matthew Livingston, o cara mais popular do colégio, que se torna seu novo namorado e a apresenta ao seu círculo de amigos do último ano. Então Frankie descobre que Matthew faz parte de uma lendária sociedade secreta - a Leal Ordem dos Bassês -, que organiza traquinagens pela escola e não permite que garotas se juntem ao grupo. Mas Frankie não aceitará um "não" como resposta. Esperta, inteligente e calculista, ela dará um jeito de manipular a Leal Ordem e levantará questionamentos sobre gênero e poder, indivíduos e instituições. E ainda tentará descobrir se é possível se apaixonar sem perder a si mesma. 
Frances, ou Frankie, é uma menina comum e que está passando por grandes transformações, tanto psicológicas quanto físicas.  Após sua entrada na Alabaster, um colégio tradicional e conceituado, ela acaba se envolvendo com Matthew, o garoto mais popular de lá. Mas esse namoro e a proximidade dela com seu grupo de amigos se revelam muito mais do que ela podia imaginar. Algumas certezas o leitor pode ter: Frankie não se deixar ser manipulada, é inteligente, sabe mentir muito bem e não deixará ninguém diminuí-la.

Quando ganhei esse livro comecei a lê-lo sem grandes pretensões. Nem li a sinopse ou resenhas, para ser sincero. Esse desconhecimento do que estaria por vir foi perfeito, pois só assim pude apreciar do começo ao fim a história sem criar pré-conceitos. 

Frankie é uma personagem muito atípica. Apesar de ter seus quinze anos, a garota é tão inteligente e calculista que fiquei impressionado em certos momentos. A sagacidade de Landau-Banks se deu em momentos precisos, aqueles que são necessários falar menos e pensar mais. O fator principal que me fez amá-la é, sem dúvidas, a maturidade. Foi ótimo acompanhar a história de uma adolescente que estava muito além do seu tempo. Por mais que em alguns momentos ela sofreu e quis chorar, manteve-se firme e forte.

O universo dos jovens foi explorado de uma maneira bem coerente. Lockhart colocou muito bem a questão da hierarquia entre os alunos de uma escola: no topo os mais populares e lá embaixo os que não são. Matthew e o Alfa (Alessandro, o Rei da Leal Ordem dos Bassês, o clube só dos meninos) estavam sempre confabulando e escondendo segredos de Frankie. Foi interessante notar como a garota estava sempre a frente deles, com um pensamento mais elevado. A autora mostrou de uma forma bem simples como os homens, muitas vezes, inferiorizam as mulheres. Mas se engana quem pensa que Landau-Banks aceitou. Gostei muito de vê-la sempre passando por cima do que era imposto pelo seu "namorado", que a queria apenas como expectadora da sua vida de glória no colégio.

A narrativa é muito fluida e quando menos esperei já tinha lido 100, 200 páginas. Alguns termos peculiares adicionaram um humor diferente no livro. Sabem o que significa desinfeliz? Feliz > Infeliz > Desinfeliz. Entenderam? Expressões desse tipo foram empregadas na história, dando um quê de loucura em Frankie e dúvidas aos personagens que às vezes não entendiam o que ela queria dizer. 

O Histórico Infame de Fankie Landau-Banks passa uma mensagem bem atual através da história simples: mulheres jamais devem ser subestimadas. A Leal Ordem dos Bassês era formado apenas por homens e Matthew inferiorizou Frankie o tempo todo, tratando-a apenas como um objeto, mesmo aparentando, às vezes, gostar dela. Porém, a mocinha deu a volta por cima usando de toda sua inteligência para mostrar que não era apenas um rostinho bonito. 

10 comentários:

  1. A Frankie parece mesmo uma garota impressionante! O livro não tinha me chamado a atenção não, mas tô considerando ler por conta da sua resenha e também porque sinto que preciso conhecer essa personagem!

    Beijos,
    http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Lucas!

    Confesso que não tinha parado para ler nenhuma resenha do livro antes da sua. Gosto muito das suas resenhas e resolvi conferir. Adorei a premissa do livro, principalmente em se tratando da descrição da personagem e como ela se impõe e não se deixa menosprezar. Adorei e acabei de adicionar a minhas lista. Ótima resenha.

    Beijos

    http://poesiasprosasealgomais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Já tinha lido uma resenha e ficado curiosa, mas a sua realmente me deu vontade de ler. Principalmente pelos comentários sobre a protagonista.

    Abraço!
    http://constantesevariaveis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Lucas, adorei a sua resenha. Uma amiga leu este livro e falou tão bem, assim como tu, que minhas expectativas já estão lá no alto. Espero poder conferir em breve. Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Lucas,
    Tenho muita vontade de ler esse livro, acho que essa ideia de se passar num ambiente escolar, focar na vida dos jovens e principalmente por ser bem retratado, como você disse. Quase sempre me identifico. E também tem o detalhe da personagem ser calculista, que contribui bastante para eu já simpatizar com ela, hahaha
    Sem falar que essa capa é linda. =D
    Beijos
    Cooltural

    ResponderExcluir
  6. A Frankie é maravilhosa, é?
    Também li sem saber nada sobre a história e a surpresa foi maravilhosa.
    Um livro leve e divertido que traz uma mensagem ótima para jovens e adultos, a protagonista ganha a gente por ser diferente de tudo que vemos por aí.

    Beijo
    Fernanda - Leitora Incomum

    ResponderExcluir
  7. Não conhecia o livro, mas fiquei bastante interessada depois de ler sua resenha. Só pela sua descrição já estou adorando a Frankie! Adoro personagens inteligentes!

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
  8. QUe capa é essa hein?! Não consigo decidir se amei ou adorei.

    Gostei da resenha, o livro não encheu muito os olhos, mas ao mesmo tempo parece ser uma leitura boa para relaxar.Acho bem legal quando os autores criam palavras ou expressões no livros, pois muitas vezes nós acabamos usando-as no nosso dia e é quase como se o livro sempre estivesse ali ao nosso lado mesmo depois de ter terminado de ler ^^

    Té mais...
    http://bmelo42.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Já tinha lido outras resenas desse livro e todas positivas. Se não fosse pelas resenhas não me interessaria por ele, pois o nome enorme e esquisito e a capa que não gostei muito, não ajudam.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  10. Estou MUITO mais empolgada para ler esse livro agora! Não sabia que ele era assim!
    A empolgação está no limite agora, acho que vou pegá-lo para ler assim que terminar esse que estou lendo agora.
    Curti demais, Lucas. <3

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir

Olá :D
Espaço reservado para comentários.
Ofensas serão excluídas.
Tem um blog? Deixe o link no final do comentário.
Obrigado!