Cinder - Marissa Meyer

Título: Cinder
Autora: Marissa Meyer
Páginas: 448
EditoraRocco

Num mundo dividido entre humanos e ciborgues, Cinder é uma cidadã de segunda classe. Com um passado misterioso, esta princesa criada como gata borralheira vive humilhada pela sua madrasta e é considerada culpada pela doença de sua meia-irmã. Mas quando seu caminho se cruza com o do charmoso príncipe Kai, ela acaba se vendo no meio de uma batalha intergaláctica, e de um romance proibido, neste misto de conto de fadas com ficção distópica. Primeiro volume da série As Crônicas Lunares, Cinder une elementos clássicos e ação eletrizante, num universo futurístico primorosamente construído.
Cinder é uma mecânica de Nova Pequim, tem uma madrasta (ela diz que é a sua guardiã legal) e duas meia-irmãs. Uma peste vem assolando a população até que sua irmã mais nova, Peony, pega a doença e sua madrasta a culpa por isso. O príncipe Kai cruza seu caminho transformando a pacata vida de Cinder de maneira rápida e drástica. Parece que finalmente algo bom vai acontecer a borralheira. O jovem herdeiro do trono pede para a mecânica recuperar um de seus androides para que informações importantes possam ser acessadas novamente. A dúvida é quais são essas informações e até quando ela vai conseguir esconder dele que é um ciborgue, porque interiormente acha que essa condição não é aceitável.

Esqueçam as pérolas, sapatos de cristal, fada madrinha e qualquer coisa que tenha relação com a famosa história da Cinderela. Acrescentem graxa, uma protagonista que tem partes cibernéticas, uma rainha lunar insana, um príncipe e pronto, temos Cinder, uma releitura de um dos contos mais conhecidos por todos nós.

À primeira vista é meio estranho imaginar a Cinderela (agora Cinder) como um ciborgue, mas não é que Marissa Meyer fez um trabalho excelente? Primeiro, todos os aspectos sobre o funcionamento da personagem são bem pensados: Cinder não pode ruborizar, corar ou mesmo lacrimejar. Sim, ela não pode expressar muita emoção mesmo que queira. Pode parecer que assim a garota é seca e sem sentimento, mas não, só o leitor pode acompanhar, através da narrativa em terceira pessoa, o que ela sente enquanto os que a rodeiam têm outra visão dela. Fiquei fascinado por esse aspecto tão próprio que Marissa criou e o melhor é Cinder não se rebaixar para a madrasta que ela tanto odeia e sua meia-irmã mais velha. Iko, a amiga íntima de Cinder e androide, é genial. As falas dela são inteligentes e únicas, como " Não computei", se referindo a não ter entendido algo. O Príncipe Kai é fofo, atencioso, às vezes um tanto afobado, mas tudo isso porque ele deseja muito que a jovem mecânica o acompanhe no baile. É para suspirar com tanto cavalheirismo. rs

O universo da história é distópico, porém, não consigo enxergá-lo dessa maneira, apesar de alguns elementos do gênero marcarem presença como uma peste e muita tecnologia. Digo isso porque me parece mais como uma ficção científica. A própria autora ficou receosa se aceitariam um livro com pessoas vivendo na lua e uma Cinderela cibernética. É aceitável, e muito. A rainha Levana é um dos pontos fortes da trama por ser perversa com uma pitada de cinismo. Ah, ela não gosta de espelhos também. Por quê? Só posso dizer que a explicação para isso é muito interessante.

Apesar de ser uma releitura, a autora não deixou de lado algumas partes da história original. Existe um baile para toda a sociedade de Nova Pequim. Cinder também foi feita de borralheira por Adri, a madrasta. Foi uma delicia em algumas partes parar e pensar: Ah, esse é o momento que a Cinderela é impedida de ir ao baile. É uma verdadeira viagem de volta para a infância. Tudo isso traz uma certa previsibilidade, já que a maioria sabe o que acontece no conto, mas o encanto não se perde e é nisso que Meyer acertou.

Marissa disse no twitter que demorou dois anos para concluir o livro. O resultado, claro, foi uma obra consistente e muito bem feita. Não há ação, mas isso não fez falta, pois a mescla de um romance inspirado nos contos de fadas com um pouco de distopia me encantou muito. A continuação, Scarlet, vai trazer a história de Cinder entrelaçada com a de Chapeuzinho Vermelho. Estou mega ansioso para ler e tenho certeza que Meyer vai se superar, porque é notável o talento já em sua estreia. É isso, leiam Cinder e se encantem.

Clique aqui para ler a entrevista com a autora e descobrir mais sobre os livros.


14 comentários:

  1. Sempreee tive uma súper curiosidade pra ler o livro, principalmente pela capa que é lindaa de mais e sim eu sou dessas que compram pela capa -q
    Mas ficava pensando... sério? Cinderela robótica vivendo na lua me parecia algo NERD e sem nexo, mas sua resenha me fez ficar com uma super vontade de ler e descobrir o "medo" de espelhos da rainha!
    Adorei de verdade! Curiosaa!
    Kisses
    Becca
    www.temosmuitomaispradizer.com

    ResponderExcluir
  2. Adorei este livro e cá em Portugal saiu agora o Scarlet! Veremos como segue a continuação :)

    Beijinho e boas leituras!

    ResponderExcluir
  3. Hey querido!

    Tô louca pra ler esse livro! Quando anunciaram o lançamento eu me interessei, mas fiquei com um pé atrás por causa da mistura, as chances de dar errado eram grandes! Mas pelo que tô lendo aqui super vale a pena né? Haha comprarei!

    Um beijo
    http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Estou lendo! XD Já passei da metade e partilho todos os seus elogios ao livro. É maravilhoso! Iko arrasa mesmo. [rs] Cinder é ótima e Kai adorável. Também estou gostando do ciêntista Erlund. E a Rainha Levana me dá muito ódio. Que ler logo a conclusão e começar ansiar por Scarlet. *-*

    Abraço!
    http://constantesevariaveis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Quando teve o evento fiquei com vontade de ler o livro, agora fiquei ainda mais curiosa
    bjo
    Pah
    Lendo e Escrevendo

    ResponderExcluir
  6. Opa! Me animei pra ler o livro. Gosto dessas "releituras" de contos de fadas, sabe? E tb amo distopia. Então, juntou isso tudo e o resultado: Gleice falida (Rocco way of life) XD
    Gostei da autora ter gasto um tempo considerável na história. Ao menos, bem escrita e estruturada deve ser. :)

    Beijoooooooos

    Gleice
    www.murmuriospessoais.com

    ResponderExcluir
  7. Oi Lucas!
    Eu confesso que quando vi esse livro a primeira vez achei a história muito estranha. Eu curto releituras e distopias, mas me pareceu tão absurdo que nem quis comprar. Agora me arrependi, já que sua resenha me conquistou. PRECISO desse livro!!!!
    Beijos
    http://www.coisasdemeninasarteiras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Todo mundo anda falando bem desse livro e a minha vontade só aumentando.
    Gostei muito do que li de sua resenha, citando pontos bem legais
    bjs

    http://www.loveebookss.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi Lucas!

    Desde que vi a sinopse desse livro achei a ideia muito interessante. Misturar o conto de fadas com algo futurista. Sua empolgação com o livro me contaminou e já estou curiosa para saber por que a rainha não gosta de espelhos hehe.

    Beijos

    https://twitter.com/Franbgs/status/382948388162920448

    ResponderExcluir
  10. Estava super curiosa para ler esse livro, depois dessa super resenha entro pra minha listinha hahhaha

    Da um olhadinha no meu blgo! Bjo

    http://ccorujaleitora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Já tinha visto esse livro, mas ainda não tinha lido nenhuma resenha. Me interessei muito. Adoro a história da Cinderela e quero ver como ela se sai no corpo de um ciborgue.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  12. Cara! *-* hahaha
    Amo qualquer coisa que seja releitura de conto de fadas, mas ela tem partes de robô? Que louco! kkkkkkkk Parece super legal, vou querer com certeza!

    Bjs
    fantasiandocomoslivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Adorei a resenha Lucas, só fui entender um pouco melhor a obra depois que li a entrevista que você postou com a autora. Eu adoro releituras e sempre fico curiosa para ver o que os autores aprontam com a história original e até que ponto eles inovam. Quero ler Cinder o quanto antes, se possível. Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  14. Oi Lucas !
    Achei super inusitada a proposta da autora, a mescla do clássico com o arrojado deve ter ficado incrível, estou super a fim de conferir essa história. Não ligo para a previsibilidade do final se posso me encantar com o "durante". Ótima resenha =)
    Beijos... Elis Culceag. * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir

Olá :D
Espaço reservado para comentários.
Ofensas serão excluídas.
Tem um blog? Deixe o link no final do comentário.
Obrigado!