Extraordinário - R.J Palacio

Título: Extraordinário
Autora: R.J Palacio 
Páginas: 320
Editora: Intrínseca

August Pullman, o Auggie, nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso ele nunca frequentou uma escola de verdade... até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros. Narrado da perspectiva de Auggie e também de seus familiares e amigos, com momentos comoventes e outros descontraídos, Extraordinário consegue captar o impacto que um menino pode causar na vida e no comportamento de todos, família, amigos e comunidade - um impacto forte, comovente e, sem dúvida nenhuma, extraordinariamente positivo, que vai tocar todo tipo de leitor.

Entre milhões e milhões de pessoas, August se destaca. O garoto nasceu com uma anomalia na face, o que o deixou um tanto diferente do padrão facial que conhecemos. Sua mãe e seu pai acham que está na hora de ele começar a frequentar uma escola, pois o aprendizado domiciliar não será suficiente para tudo, inclusive para aprender a se relacionar com pessoas. Auggie fica com medo de sofrer preconceito por parte das outras crianças, mas mesmo relutante começa a ir para as aulas. Em meio a tantas dificuldades, o garoto começa a se descobrir, se aceitar e ver que o mundo não é tão doloroso quanto imaginava.

Existem livros que mudam a maneira como nós enxergamos a vida: Extraordinário está nessa categoria. A história é recheada de situações cotidianas que envolvem um garoto com deficiência emendadas com valores e preconceitos reais. Há uma reflexão sobre a visão que nós, pessoas "comuns", temos sobre os que não se enquadram num padrão imposto pela sociedade.

Quem nunca olhou de soslaio para uma pessoa deficiente que atire a primeira pedra. Já fiz isso, não nego. Mesmo não tendo maldade num olhar, isso inferioriza, por mais que seja por mera curiosidade ou até compaixão. Em Extraordinário isso é explorado muito bem trazendo partes narradas por muitos personagens que estão em torno de Auggie. As partes destinadas aos outros mostra a reação que eles têm ao ver o menino pela primeira vez: espanto, medo, pena... Tantas visões exemplificam que além do preconceito existente, que é mostrado na escola e na rua, há certa compaixão de todos com o garoto. A falta da autora foi ter ocultado a narrativa sob a visão da mãe e do pai. A história já é profunda, mas seria mais se eu soubesse o que se passava no coração de cada um. 

Auggie é apaixonante. Costumo sempre ressaltar que a visão de uma criança é bem mais pura do que a de um adulto sobre várias situações da vida. Algumas crianças da escola sentem medo, enquanto outros se tornam amigos de August. E a comprovação que o preconceito de alguns começa em casa é o fato da mãe de um determinado aluno quer convencer a escola a tirar o menino de lá porque ele é "diferente" dos outros. Uma total inversão de valores. 

A história foi inspirada numa situação que a autora viveu numa praça com seu filho, que viu um garoto "especial", se assustou e acabou por constrangê-la. O acontecimento está em uma cena do livro e sofreu uma modificação para trazer mais envolvimento e reflexões. 

Depois dessa leitura descobri que um olhar, uma atitude ou seja lá o que fazemos quando se trata de pessoas deficientes, pode parecer ruim mesmo não sendo. Quantas vezes já não tentamos olhar disfarçadamente e fomos percebidos? Auggie sofre muito isso. Não é preciso ter pena, mas respeito. Me lembrei de situações semelhantes, de atitudes encantadoras que vi ao longo da vida e aprendi muitas lições através de um livro tão simples.

Extraordinário é inesquecível e mudou para sempre minha perspectiva sobre o tema, afinal, seres humanos não são feitos por moldes. Cada um pode ser extraordinário, de um jeito ou de outro.

24 comentários:

  1. Gente, eu acho o August a coisa mais fofa do mundo.
    Tudo o que ele passou, tudo o que ele ensinou... Esse livro é maravilhoso.
    Amei sua resenha... AIn, quero relê-lo.

    Beijos,
    http://www.segredosentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Eu tenho paixão por esse livro e pelo Auggie, saio recomendando para todo mundo, fico felizona quando alguém faz resenha, e até agora não conheci um blogueiro que tenha lido e não tenha sentido uma diferença na própria vida após a leitura, preconceito é algo horrível e as vezes nós nem percebemos que temos, julgamos pela aparência ou por apenas uma atitude já condenamos alguém, o livro serve para conhecermos os dois lados da moeda, é lindo e emocionante e eu adorei sua resenha viu!

    Beijos!

    Estandy Books - A Estante Da Andy

    ResponderExcluir
  3. Oie,
    menina estou com esse livro em casa, mas ainda não chegou a vez de lê-lo.
    Todo mundo tem falado que o livro é mto bom e algumas como vc que mudou um pouco sua vida.

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  4. Esse livro é tudo não é mesmo?!
    Eu relutei um pouco para ler, sinceramente não sei o porque, mas me arrependi assim que li a primeira pagina do livro!
    O livro é muito envolvente, sua resenha descreveu perfeitamente onde esse livro nos toca.
    Eu não sabia que aquela cena tinha sido real, ela foi uma das que mais me tocou por terem sido crianças. e sabe que isso aconteceu com a autora, nossa! Eu sempre quis saber o porque ela tinha escrito o livro =)
    Sei que uma continuação poderia acabar com a ideia do livro, mas queria muito saber como a vida de August continuou =))

    Beeijos, Dreeh.
    Livros e tudo que há de bom

    ResponderExcluir
  5. Oi Lucas!

    Sua resenha ficou ótima e conseguiu me passar toda a emoção que você sentiu com o livro. Você tem razão. Mesmmo sem nenhuma maldade, quantas vezes nos pegamos tendo a mesma atitude. Este livro parece mesmo comovente e te apresenta uma visão de uma situação com a qual não estamos acostumados a lidar, por mais que digamos o contrário.

    Beijos

    http://poesiasprosasealgomais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Vi algo sobre esse livro há um tempo e me interessei, mas também fiquei com medo de que fosse muito estereotipado. Mas gostei da sua resenha, Lucas. E agora sei que encontrarei nele uma boa leitura. :)

    Abraço!
    http://constantesevariaveis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Tô louca pra ler!
    É bem isso mesmo... O diferente sempre chama nossa atenção, às vezes é difícil não olhar diferente. Bom que a gente preste mais atenção nisso.

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
  8. Oi Lucas, amei a resenha, você conseguiu externalizar exatamente o que senti ao ler o livro. Super recomendo. Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  9. Ai sou louca para ler esse livro *---*
    Lembra que aquela vez te contei que ia comprar na promoção, mas o frete era tão caro que desisti. Mas depois dessa resenha eu vou tornar a pesquisar para comprar, tenho certeza que a história é muito emocionante. Quero conhecer Auggie. hahah
    Beijos,
    Fernanda,
    Lendo & Esmaltando

    ResponderExcluir
  10. Eu sou doida para ler esse livro, e agora então... Suas resenhas volte e meia me encantam. Parabéns.

    Quanto ao livro, acho sensacional quando um livro consegue mudar nossa forma de ver, as vezes bruscamente, as vezes sem nem que percebamos.

    Té mais...
    http://bmelo42.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Também gostei muito desse livro, ele mexeu muito comigo *----* Mas não dei 5 estrelas pra ele porque achei o final um tanto quanto fictício demais. Ok, sei o que o livro é uma ficção, afinal. Mas senti o fim dele não ter uma base sólida, não me convenceu. Fora isso amei Extraordinário (:

    Brunna Carolinne - My Favorite Book - @MFBook
    myfavoritebook-mfb.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Olá Lucas!
    Segunda resenha que leio desse livro, e sua resenha está ótima!
    Tenho vontade de ler esse livro, é verdade que é a visão de uma criança é bem mais pura e verdadeira do que a de uma adulto! Seria ótimo se as pessoas pudessem ter contato com essa história, acredito que mudariam um pouco! ótima resenha!!

    Beijos,
    lovesbooksandcupcakes.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Quero ler esse livro, mas vou esperar minha expectativa baixar para não me decepcionar igual aconteceu com o livro A culpa é das estrelas. Eu confesso não sei nem como conversar com um deficiente. Outro dia sentou um deficiente visual perto de mim no ônibus e pediu minha ajuda e fiquei sem saber o que fazer, ele que precisou me guiar hehehehe.

    http://blogprefacio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Eu fiz uma publicação no seu blog, uma tag e seu blog esta marcado nela, adoraria se você participasse!
    http://acimadasnuvensblog.blogspot.com.br/2013/08/2tag-selinho.html
    Abraço

    ResponderExcluir
  15. Oi Lucas!

    É a primeira resenha me deixa animada com o livro! Até então eu não tinha interesse, pois o tema não é o que costumo ler, mas sua analise foi sensacional Lucas! Sério mesmo, você me fez ver o livro com outros olhos e tenho para mim, que vou adorar a leitura e aprender muito!

    Beijos.

    Da Imaginação a Escrita

    ResponderExcluir
  16. Oi Lucas

    Primeiro gostaria de parabenizar o seu blog que cada dia se torna melhor e pelo aniversário da existência dele :D Parabéns e muito mais sucesso a ele!

    Esse livro é como o próprio nome ja diz " EXTRAORDINARIO" eu amei ele e sua resenha passou bem a mensagem que ele nos passa.

    Beijos

    http://livrosechocolatequente.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Olá, tudo bem?

    Esse livro parece ser incrível. Eu já tinha lido algumas coisas sobre ele por aí, mas eu nunca cheguei a ler uma resenha dele, não sabia que era tão profundo assim. Parabéns pela resenha!

    Abraços.
    Enseada das Letras

    ResponderExcluir
  18. Oi Lucas! Eu achei demais a resenha, você falou de forma tão sincera sobre o livro, que deu para perceber o quanto mexeu com você, a frase final que fala que não somos feitos de moldes é perfeita e concordo com você.

    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  19. Oi Lucas,
    Adorei seu texto, traz uma boa visão do que trata o livro. Extraordinário é um livro que tenho muita curiosidade para ler, isso porque vi todo mundo falando bem dele quando foi lançado. E também por um ponto que você destacou bem, que é o fato dele abrir nossas mentes para reflexões que em geral não fazemos por vontade própria. Eu também gosto muito de livros que nos acrescentam alguma coisa, principalmente quando essa coisa é uma melhoria na forma como vemos os outros.
    Parabéns pela resenha.
    Beijos
    Ademar Júnior
    http://coolturalblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  20. Primeiramente, parabéns pela resenha que está em um nível de qualidade muito bom!
    Quando me deparei com a apresentação do livro na 2ª Turnê Intrínseca, não pude deixar de colocá-lo na minha lista de 5 prioridades de leitura que criei no evento. Extraordinário, promete ser um daqueles livros que te levam a ver as coisas de outra maneira, principalmente quando é pela visão de alguém que não se encaixa nos padrões sociais, logo, promete ser "extraordinário".
    Parágrafos e Capítulos

    ResponderExcluir
  21. Sou louca pra ler esse livro! Já tive a oportunidade de consegui-lo atraves de uma troca pelo skoob, mas infelizmente deixei escapar. Acho que sua resenha me fez querer voltar no tempo agora ahaha
    beijos
    http://nolimitedaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Sua visão sobre o livro foi espetacular. Acho que todos já passaram por situações assim de olhar para alguém com curiosidade e esquecer que tal enfrentamento pode ser interpretado de outra forma. Acima de tudo o respeito é necessário e enfim, não sabia que o livro era sobre alguém com deficiência. Vou procurá-lo pra comprar. - Felipe (A Hora do Livro).

    ResponderExcluir
  23. teve alguem que nao gostou.

    http://esenaotecontasse.blogspot.com.br/2014/06/extraordinario-rj-palacio.html

    ResponderExcluir
  24. Melhor livro que já li.Me emocionei muito com a história.
    Nos faz refletir muito sobre certas atitudes que temos no dia a dia para com pessoas especiais.
    Temos que respeitar o proximo independente de qualquer coisa.

    ResponderExcluir

Olá :D
Espaço reservado para comentários.
Ofensas serão excluídas.
Tem um blog? Deixe o link no final do comentário.
Obrigado!