A Culpa é das Estrelas - John Green


Título: A Culpa é das Estrelas
Autor: John Green
Editora: Intrínseca
Páginas: 288


A culpa é das estrelas narra o romance de dois adolescentes que se conhecem (e se apaixonam) em um Grupo de Apoio para Crianças com Câncer: Hazel, uma jovem de dezesseis anos que sobrevive graças a uma droga revolucionária que detém a metástase em seus pulmões, e Augustus Waters, de dezessete, ex-jogador de basquete que perdeu a perna para o osteosarcoma. Como Hazel, Gus é inteligente, tem ótimo senso de humor e gosta de brincar com os clichês do mundo do câncer - a principal arma dos dois para enfrentar a doença que lentamente drena a vida das pessoas. Inspirador, corajoso, irreverente e brutal, A culpa é das estrelas é a obra mais ambiciosa e emocionante de John Green, sobre a alegria e a tragédia que é viver e amar.


Hazel é uma paciente com câncer nos pulmões. Como eles não funcionam direito, ela precisa tratá-los com muitos remédios e um cilindro que está sempre ao seu lado. Em uma visita a um grupo de apoio ela conhece Augustus, um adolescente que não tem uma perna devido a seu câncer também. Logo os dois acabam se conhecendo e um sentimento de carinho surge entre ambos. A Culpa é das Estrelas é uma história que tenta passar a ideia de amor e amizade e superação. 

A culpa pode ser do marketing, dos leitores, do John Green, das estrelas, ou de qualquer outra coisa, mas o fato é que esse livro não é nada que a mídia mostrou nem mesmo que Markos Suzak, autor de A Menina Que Roubava Livros, diz ali na capa. 

O interessante antes de se ler um livro é pensar na proposta, e ao final da leitura ver se o autor atingiu aquilo. Infelizmente, essa história não atingiu seu objetivo, todos os personagens são vazios e pouco cativantes. 

Hazel, a protagonista, tem dezessete anos, mas não parece. Segundo um jornal americano, John Green entende bem o universo dos adolescentes. Pode ser um equívoco. A garota além de não ser tão cativante, tem algumas atitudes capazes de enervar quem lê.  Sua mãe e seu pai são pouco aprofundados. Não é possível notar a presença do pai até certa parte da história, então ele é introduzido de uma forma brusca e cai de paraquedas no meio da trama. E, infelizmente, não há uma relevância extrema dele ali. 

É evidente que existe um toque pessoal demais em cada personagem. Os diálogos são carregados de acrobacias, palavras difíceis, metáforas e expressões que não são utilizadas por jovens. O autor não criou adolescentes pensando em como eles são na verdade, e sim, de uma maneira que ele mesmo se vê. Toda essa filosofia é algo que é característico dele, já que está presente não só em um, mas em vários personagens.

O câncer foi inserido na história com uma única finalidade: emocionar. Conseguiu? Não. Essa fórmula está um tanto ultrapassada, e John Green se mostrou muito como o Nicholas Sparks, que coloca tais conflitos em um livro com o intuito de cativar os leitores, mas empobrece a história com o desenvolvimento. Algumas partes poderiam muito bem ser retiradas sem fazer falta alguma, ou substituídas por outra mais relevante. Quem se importa se a Hazel quer comer ovo mexido no café ou no jantar? 

A Culpa é das Estrelas é um livro cansativo e que não emociona em nada. Posso afirmar com certeza absoluta que só senti uma pitada de sentimento por algum personagem na penúltima página. Demorou demais. Por isso, não considero John Green um autor tão bom como todos falam, mas sim que existe todo um trabalho de mídia em cima dos seus livros, o que faz as vendas irem lá pra cima. Seria muito melhor se ele usasse situações simples e cotidianas como pano de fundo para tentar introduzir valores na história, mas infelizmente isso não aconteceu. 

52 comentários:

  1. Olá Lucas!

    Esse foi um dos melhores livros que li no ano passado, foi emocionante (ao menos para mim!) e eu estou ansiosa para assistir ao filme!
    Nem todo mundo gostou, mas acho que a sua resenha foi a primeira totalmente negativa que eu realmente li.

    Bom, cada um tem uma opinião e eu super respeito isso, sua resenha foi bem escrita e descrita, gostei disso! :)

    Beijos,
    Letícia - Literature Diary

    ResponderExcluir
  2. UAU..
    Só me resta dizer isto depois de ler sua resenha.
    Acredito que cada um tem um gosto para leitura. Acabei de ler uma resenha super apaixonada por este livro. Gosto é gosto, e sei exatamente como é não gostar de um livro que todos dizem gostar.

    Um exemplo claro é "O lado bom da vida".
    Não me senti nem um pouco envolvida para ler, e não li. Fui assistir no cinema e continuo feliz por não ter lido. Achei pacato. Pra mim, o filme de quase 2 horas poderiam ser resumidos em 5 minutos. Não gostei. Mas muitos gostaram. Gosto é gosto.

    Ainda não li este livro, mas ainda quero muito.
    Quando eu tiver a oportunidade, compartilho e te falo ;)

    Beijos, Lu ♥
    http://luizando.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Talvez, se vc tivesse liso O Lado Bom da Vida, vc teria gostado! o Livro é muito superior ao filme. No filme estragaram o maior suspense do livro, e por mais que o filme tenha boas atuações, a adaptação mudou mta coisa (pra pior, ao meu ver). o filme ´´e mediano, na minha opinião, mas o livro é excelente!

      Excluir
  3. Ainda não li esse livro :/
    mas quero mto lê-lo.
    Tenho que adimitir que essa a primeira resenha que leio que não fala bem desse livro, até agora só tinha lido resenhas positivas.
    Mas, cada tem um tem seu gosto, eu mesma, gosto de muitos livros que muitas pessoas não gostaram. É uma questão de gosto e opinião própria, o que eu mais gostei na sua resnha foi isso, você não teve medo de expressar sua opinião, mesmo sendo diferente da maioria!

    Abraços, Ingrid
    http://meumundoemletras-gyh.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Já li esse livro, e enfim encontrei alguém que tenha escrito a resenha não elogiando totalmente ele!

    Estou do seu lado, não gostei muito do livro, o motivo é que as pessoas falaram tão bem dele que esperei a melhor história do mundo, mas li e me decepcionei, esperava mais por causa de tantos elogios!
    Amei a resenha, a melhor que já li do livro até agora :))

    Beijos!

    mmanythings.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Jura que voce nao gostou? Nossa, que pena! =( mas opiniao cada um tem a sua ne?

    Eu AMEI o livro! Maravilhoso, me emocionei demais; e sim, eu ri. Eu acho que a Hazel e o Gus tem aprofundamento sim, e o Isaac tambem. Os pais dela eu concordo que nao teve muito, mas confesso que estava tao envolvida com a historia que isso nem me incomodou!

    Um beijo
    escolhasliterarias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Eu gostei do livro, mais eu respeito sua opnião. Deu pra ver que foi sincera.
    Afinal em todos gostam de certos livros, como por exemplo, "as vantagens de ser invisivel" Eu não gostei nenhum um pouco do livro, achei chato, cansativo e não consegui me envolver com a história. Por isso eu te entendo, eu gostei do livro mais se você não gostou eu respeito!
    Beijos :)

    se puder visite meu blog: naylanaomi.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Olá, Lucas.
    Todas as resenhas que li, me fizeram ter muita vontade de ler este livro.
    Já tentei participar de book tour, mas estava muito lotado.
    Mas a minha vontade só aumentou.
    Até entendo por não ter gostado. O importante é a sinceridade.
    Gostei muito da sua sinceridade na resenha.
    Aproveitando já a resenha, faça um book tour para os desesperados como eu. =P

    Beijos,

    http://feliciity-unjourdepluie.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oie :)

    Nossa adorei sua resenha pois eu já li ACEDE e não achei tudo isso o que as pessoas falam viu, acho que esse é um livro como você disse com uma jogada de marketing tão alta que faz as vendas irem lá para cima, concordo com as partes do ovo por exemplo kkkkkkk, enfim adorei sua opinião e sua sinceridade me identifiquei com você, abraços !!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/ ( comenta lá :D )

    ResponderExcluir
  9. Nossa até enfim alguém que concorda comigo a respeito desse livro. Eu já estava me sentindo a insensível. Eu pensava será que eu fui a unica que não chorei com esse livro? Esse livro foi a minha maior decepção dos últimos tempos. Estava com a expectativa tão alta, esperava chorar litros e nada. Até achei o livro bom, mas não é nem metade do que as pessoas falam. Por isso nem me empolguei para ler o outro livro dele.

    http://blogprefacio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom q nao sou a única a remar contra todos! Rsrs estou em choque por achar q ia amar e nao senti nem vontade de chorar!!! rs

      Excluir
  10. Oi Lucas!

    Ainda não li o livro e corri aqui para ler sua resenha. Fiquei com mais pé atrás do que já estava. Sabe aquele livro que você compra e depois enrola para ler por que não aguenta mais ouvir falar dele, pois é. Como já tivemos impressões bem parecidas sobre alguns livros, estou receosa. Adorei a resenha, sua franqueza e a exposição de todos os pontos que observou durante a leitura.

    Beijos

    http://poesiasprosasealgomais.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Gostei bastante do livro principalmente da escrita do John Green, mas quando li confesso que me decepcionei um pouco porque todos falavam tão bem do livro, que eu estava com a expectativas lá no alto. Amei a resenha.
    Beijos

    http://hashtagcultural.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Entendo o seu lado e respeito demais, só que eu me emocionei com o livro, os personagens me cativaram, eu ri e o John continua sendo o meu queridinho (mesmo que eu tenha lido apenas esse livro dele). Realmente a mãe dela e o pai são pouco aprofundados mesmo, mas fiquei tão envolvida com a história que nem me importei muito com isso.
    E mais uma vez a "suposta teoria" que todos somos diferentes se confirma (: Isso é ótimo!
    Ah, acredito que na passagem "Algumas partes poderiam muito bem serem retiradas" o verbo SER fica no infinitivo mesmo, pois o PODER já está conjugado.
    Beijinhos, Lu =**

    Brunna Carolinne - My Favorite Book - @MFBook
    myfavoritebook-mfb.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Só eu que me sinto um E.T. (e pobre) por não ter lido ele ainda? MellDells...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Conselho, Ítalo: nem tenha pressa de ler. Fui nessa onda aí de comprar de tanto que o pessoal falava desse livro... pfff. Decepção. Acho que cê deve ler, porque, afinal, gostos são divergentes, mas uma dica: não vá com muitas expectativas, senão a decepção é certa. Apenas leia por ler e se deixe levar.

      Excluir
  14. Lucas, acabei de elr um outra resenha deste mesmo livro, tem mais ou menos uns 5 minutos, e a resenha nao diz absolutamente nada do q vc acabou de dizer.
    pelo contrario, enaltece o livro completamente :O
    Acho q nao sei mais o q pensar sobre ACDE... só lendo mesmo pra saber ;s
    beijos
    http://nolimitedaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Olá Lucas, esse é o livro que eu tanto desejo ler. Esse mês vou compra-lo ( Se Deus quiser ) *--* Adorei a resenha, amei mesmo!

    Sucesso no blog, http://likelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Puxa, acho que é a primeira resenha que vejo de alguém que não amou o livro. Mas isso é bom, porque eu estou com medo de Jogos Vorazes se repetir e eu ir com muita sede ao pote e por causa da minha expectativa irrealística, acabar criando uma má experiência para mim. Então obrigada pela sua resenha, por diminuir um pouco minha esperança para com esse livro.

    Pretendo comprá-lo ainda esse mês, mas minha lista de livro é uma batalha tão grande que talvez fique pro mês que vem.

    Té mais...
    http://bmelo42.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  17. *-* Quero muito ler este livro,
    mas sempre adio a compra.
    Amei sua resenha, esta linda.
    bjs

    http://loveebookss.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Minha resenha foi oposta a tua. Muito oposta. Em polos divergentes. A minha foi no sul, enquanto a tua, no Norte. JAHUAHUA, eu amei ACEDE - até arrisco dizer que foi um dos melhores livros lidos por mim. Eu chorei, ri, me apaguei aos personagens. Uma pena tu não ter gostado, a sensação ao lê-lo foi inenarrável... Já teve algum livro que tu tenha se sentido assim (como eu me sinto lendo acede)?

    Abraços,
    www.importunobruno.com.br

    ResponderExcluir
  19. Uma pena que não tenha gostado Lucas. Eu amei demais esse livro, não é meu favorito da vida, mas está entre eles. *-*
    Mas sua resenha ficou ótima. Parabéns ;)

    Beeijão!
    http://literarioecultural.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Gostei da resenha principalmente na parte em que vc fala dos personagens, achei que só eu não tinha achado eles completos. Encarei o livro como um "romance" adolescente. Tudo bem que estamos falando de doenças sérias mas o autor não conseguiu me emocionar, me passar o que realmente é estar naquele estado. Poderia ser bem melhor!
    Bjssss parabéns pelo blog

    http://meulivronabolsa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só que você não entendeu a proposta do autor, ele não quis mostrar a doença em si, não quis que agente sentisse como era estar naquele estado de doença, mas sim que as pessoas com câncer também tem uma história por trás da doença, que elas não são só câncer, entendeu?

      Excluir
  21. Gostei de sua resenha é a primeira que eu sobre esse livro mas esse livro já está na minha listinha a muito tempo então vou comprar e ler pra saber se eu vou me emocionar, e gostar desse livro mas sua resenha me ajudou muito sobre o que pensar durante o livro.
    Parabéns pelo Blog é perfeito.

    http://maylahenrikybooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. que bom encontrar alguém que tenha o mesmo ponto de vista que o meu a respeito desse livro, não é desmerecendo a 'historinha de amor' que ele conta e tal, mas eu achei ele tão pobre, não sei se as minhas expectativas eram muito altas, por ter lido tantas coisas boas a respeito, que foi bem decepcionante!

    ResponderExcluir
  23. Nossa senhora, eu discordo totalmente de você. Principalmente no quesito que o câncer foi inserido para emocionar, em momento nenhum eu achei apelativo, pelo contrário, era tratado como algo "normal" e por vezes até debochado da personagem principal, Hazel.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu concordo plenamente com você, porque a proposta do autor era mostrar que há uma vida por trás da doença, que eles não são só câncer, eu li o livro em dois dias, e a cada vez que eu o pegava não conseguia mais parar de ler, ele emociona e muito e em varias partes não só no final, realmente esse livro é bom pra pessoas com o emocional a flor da pele e que sabem enxergar o mundo com outros olhos, eu achei maravilhoso e indico muito ler! :)

      Excluir
  24. Olá eu concordo com você. Estava esperando mais do livro, e certamente foi um livro que sofri para terminá-lo e não me emocionou. :/

    ResponderExcluir
  25. É um livro bom! Tem alguns diálogos legais e bem escritos, mas não emociona. Já estava achando que eu tinha coração de pedra, ainda bem que achei alguém com a mesma opinião! =)

    ResponderExcluir
  26. Gosto é gosto. Curti muito o livro, e acho que, por mais que a análise do autor do post esteja bem feita (do ponto de vista dele), alguns detalhes foram omitidos.

    Por exemplo: muitos dos demais personagens (e aí incluo o pai da Hazel) não são tão profundos no texto simplesmente pq o livro é escrito em 1a pessoa! é a visão da Hazel que temos de tudo, e mesmo através de sua visão consegui pegar a complexidade de vários personagens, mesmo que ela não descreva isso com detalhes.

    Outra coisa: vc disse que eles não são adolescentes normais. mas é claro que não! são jovens com doenças terminais, que podem morrer a qualquer instante. felizmente nunca passei por uma situação desssas, mas não vejo "diálogos carregados de acrobacias, palavras difíceis, metáforas e expressões que não são utilizadas por jovens" como algo improvável pra alguem que pode morrer a qualquer hora.

    os protagonistas não se tornarão adultos, não poderão viver a vida como essa deveria ser vivida, e daí vem vários dos pensamentos filosóficos do livro.

    e o que cativa no livro, no meu ponto de vista, é que mesmo com todas essas dificuldades, os personagens conseguem levar o pouco tempo de vida que têm de maneira bem intensa, encarando de frente os problemas que aparecem.

    para finalizar, não li o livro com expectativa nas alturas. não sou de ler resenhas antes de ler (e recomendo que as pessoas não façam isso, pois o que mais há por aí são spoilers gratuitos), e decidi ler unicamente pq vi que estava nos mais vendidos e, principalmente, gostei da sinopse.

    Mas, ao ler, o livro se mostrou bem melhor do que eu esperava, e sinceramente lamento que tenha sido um livro tão curto!

    acho que vale a pena a leitura. o gostar ou não vai de cada um.

    ResponderExcluir
  27. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  28. Pensei que era a única que não gostou desse livro, fiquei feliz por ler comentários de pessoas que tem a mesma opinião que eu, não achei esse livro isso tudo que as pessoas dizem, é muito sem graça.

    ResponderExcluir
  29. Finalmente uma resenha negativa! Achei os personagens muito exagerados com aquela intenção de "parecer adulto" que só os deixou mais infantis. E sem falar no romance água com açúcar e toda a história de "troca de olhares" ou "peguei no seu biceps", por favor né, quem usa essas palavras? O que mais me frustrou mesmo foi toda a propaganda que as pessoas fazem desse livro, perdi meu tempo lendo, sinceramente.

    ResponderExcluir
  30. Olá, adorei a resenha.
    Estou morrendo de vontade de ler esse livro e agora já tenho uma idéia de como será.

    meu blog: http://www.blewr.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  31. Oi, achei que eu fosse a única pessoa no mundo que não gostou desse livro!
    Concordo com você em cada ponto, achei a história chata e sem nexo. Não me emocionei nem um pouco, achei cansativa a leitura e cá entre nós colocar doença em um livro é muito clichê, não é mesmo?
    Acredito que John Green não é um dos melhores autores e só ganhou fama, por que alguns bloggers ficaram moldando a história para que ficasse perfeita!
    Beijos
    http://bloganacronicas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  32. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  33. Concordo plenamente. Acabei de ler o livro e achei que é apenas um "best seller da mídia". É claro que serviu para fazer algumas reflexões, tipo, ser mais grata por tudo que tenho, aproveitar mais a vida, qualquer um pode morrer a qualquer momento, etc, etc, etc... Mas, do ponto de vista literário, achei fraco...

    ResponderExcluir
  34. Até que enfim encontrei alguém que não gostou do livro! Eu estava super empolgada pra ler ele, mas não achei naaada demais. Parece história infantil! Li o livro super rápido porque era uma leitura fácil, muito fácil. E se a intenção era emocionar, não deu certo! Tentei chorar, juro! Mas existem tantos livros melhores... o que o marketing não faz.

    ResponderExcluir
  35. Oi adorei sua resenha....mas vc já leu o livro reverso escrito pelo autor Darlei... se trata de um livro arrebatador...ele coloca em cheque os maiores dogmas religiosos de todos os tempos.....e ainda inverte de forma brutal as teorias cientificas usando dilemas fantásticos..acesse o link..www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?nitem..

    ResponderExcluir
  36. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  37. Acabei de ler o livro e não gostei. Até achei estranho, é raro eu ler um livro que não me envolva e no qual eu não ache algo positivo. Acho que de tanto o povo falar, minhas expectativas foram altas demais. Gosto é gosto mesmo. Li o livro em inglês, e mesmo a forma de narração do John Green não me agradou. Enfim, para mim foi uma decepção.

    ResponderExcluir
  38. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  39. Concordo!!esperava muito mais. Achei os personagens chatos demais e trechos que me deixavam entediada. Mas adoro A menina que roubava livros, por isso tinha uma grande expectativa.

    ResponderExcluir
  40. Finalmente achei alguém que concorda comigo!
    Dizem que é errado julgar um livro pela capa e eu cometi esse erro. Foi o comentário do Markos Suzak que chamou a minha atenção para esse livro, e como sou fã de A Menina que Roubava Livros, fiquei com muita vontade de ler.
    Pra ser franco, eu achei clichê o fato de unir o câncer a um romance adolescente para atrair leitores. Também achei o livro um tanto quanto tendencioso uma vez que se via muito da opinião do autor em cada personagem. E por fim, eu por ser cristão, me senti um pouco incomodado com algumas falas da Hazel que me passaram a sensação de que o autor quis anular a existência Deus e que para ele, quem acredita em Deus é limitado intelectualmente e digno de repúdio. Posso estar errado com relação a isso, mas foi o que senti quando li.
    De uma forma geral eu gostei sim do livro, porém não foi um tipo de livro que me fez querer recomendar para todos os amigos e que me impactou a ponto de dizer que foi o melhor que eu já li na vida.

    ResponderExcluir
  41. Na minha opinião, A Culpa é das Estrelas é para gente que está descobrindo o mundo da leitura. Quem já lê bastante é mais crítico e sabe que esse livro é muito sem sal. Mas pelo menos estão lendo...hahah

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente! Não vou dar mais detalhes como dei em um comentário meu mas, esse livro é muito sem conteúdo. Típica historia da garota sem graça e que um gostosão cai do nada dos céus e se apaixonam.

      Excluir
  42. Acabei de terminar de ler o livro... Apenas li pelo alvoroço que esta sobre o filme e eu queria ler um romance na noite de sexta para o dia de sábado (ja que posso dormir até tarde no sábado). Fiquei totalmente confusa em nao entender o porque de eu nao gostar do livro, será q sou um e.t.? Sera q meu coração congelou em meio ao sofrimento alheio? Mas então encontrei esse post mto bem escrito e que me auto explicou oque eu estava sentindo. Nao vi o filme ainda, espero q tenha mais emoção, detalhes e carisma entre eu e a obra. Rs

    ResponderExcluir
  43. Me senti até melhor depois de ser a opinião do post pq eu também detestei. Cansativo, chato, enrola demais para nada. Vou deletar os outros livros desse autor pq não pago pra ver de novo. Bjss!

    ResponderExcluir

Olá :D
Espaço reservado para comentários.
Ofensas serão excluídas.
Tem um blog? Deixe o link no final do comentário.
Obrigado!