Sem Roteiro: Livros Nacionais


Salve a Amazônia, Salve a Antártida, Diga não às drogas, e outras diversas frases de efeito são usadas em prol de alguma causa, a fim de conscientizar as pessoas. Na blogosfera literária temos algo parecido: Apoie os nacionais. O intuito é fazer com que nós, leitores, tenhamos mais interesse pelos livros escritos aqui no Brasil. Mas será que esse é o caminho certo ou a literatura brasileira está defasada?

Ao escrever um livro, o autor brasileiro encontra um difícil caminho pela frente. Por parte, editoras não se preocupam muito em divulgar um livro nacional, então resta a quem o escreveu fazer isso. Graças a internet, os blogs literários se tornaram uma ótima ferramenta para isso. Mas está realmente difícil encontrar resenhas “verdadeiras”, só porque o livro é de parceria. Determinado livro é distribuído para blogueiros e chovem resenhas positivas recheadas de “esse livro é perfeito” e tantos outros elogios sem ressaltar os defeitos e o que pode ser melhorado. É nesse contexto que um belo dia eu decidi ler um livro muito elogiado pelos blogueiros, e no final das contas, era só uma capa bonita.

Felizmente, nem tudo está perdido. Ou está? Não contentes quando as resenhas são negativas, alguns autores se veem no direito de fazer “barraco” com os blogueiros. É deprimente, e sim, eu já vi vários casos. Recentemente, um blog x resenhou um livro de parceria. Estaria tudo bem se o autor não fosse lá comentar e tentar manchar a imagem da dona do blog. Pior, outro autor, que não citarei, chegou a comentar que ela foi cruel na resenha. Esperem, sinceridade agora é sinônimo de crueldade? Eu li e reli a resenha, e ali ela só expos a opinião dela de forma sincera e educada.

Quem escreve um livro, primeiramente, precisa estar aberto a qualquer tipo de opinião, até porque nada é unanimidade nesse mundo. Ter senso crítico e trabalhar arduamente para fazer um bom livro também não custa muito. Escrever um livro não é algo tão simples quanto parece muito menos o deixar original e bem feito. É por esses e tantos outros motivos que fica cada vez mais difícil acreditar em livros nacionais. Existem exceções, é claro, como o livro O Matador, que foi o livro de uma autora brasileira que eu me apaixonei, e Capitães da Areia, o clássico de Jorge Amado. E para vocês, blogueiros: sinceridade numa resenha não custa nada, ajuda quem escreveu a melhorar, e conserva uma boa imagem.

Eu apoio bons livros, e vocês?

Este texto é uma opinião pessoal, e você que leu, pode não concordar. Eu não odeio a literatura nacional, pelo contrário, até gosto, mas acho que sinceridade e senso são duas coisas que andam lado a lado. 

13 comentários:

  1. Olá Lucas!
    Ótimo texto, e concordo com você, a sinceridade em uma resenha é fundamental! Muitos autores não gostam quando veem uma resenha com uma opinião negativa, também já vi uma situação semelhante a sua, a resenha estava bem sincera, e o autor simplesmente não aceitou e começou a ofender o blogueiro, e o mais engraçado disso tudo, é que com pouca divulgação, o autores, oferecem parcerias a blogueiros e tal, para divulgar melhor a sua obra, e por fim acha que a resenha não está boa! É lamentavel quando esse tipo de coisa acontece!
    Já essas campanhas de "Eu leio nacionais" comigo não rola, nada contra, acho que temos que ler aquilo que nos agrada, aquilo que achamos que vamos gostar, não por que é nacional e temos qeu ler. Hoje está muito "fácil" de publicar um livro, o que tem de escritores fazendo propagandas de seus livros, oferencendo parceria não esta no gibi, mas acho que nós blogueiros devemos pensar muito antes de aceitar parcerias, pelo menos eu penso assim!
    Adorei seu texto, está muito bem escrito!

    Beijão
    lovesbooksandcupcakes.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Lu, já vi casos de autores fazendo barraco sim. Já vi caso de autor que ganhou duas estrelas em uma resenha e falou que o blogueiro era cruel (será que estamos falando da mesma pessoa/mesmo blog?), que não dava chance aos autores nacionais e sempre dava nota baixa. Acusou de o blogueiro apenas querer livro grátis e, se ele só tinha livros nacionais de parceria, então que fosse mais flexível e desse uma nota maior. Aham, eu vi isso.

    Acho que além de faltar sinceridade nos blogueiros, que prometem mil e uma coisas com um livro simplesmente porque é nacional, também falta um pouquinho de aceitação dos autores. Ás vezes eles são ruins, não dá pra engolir a escrita e a história é cópia de algum best seller americano. Acontece, uai, às vezes a gente não consegue fugir de uma cópia aqui, outra ali (e não estou dizendo que isso é legal, ao contrário, mas esse tipo de erro é humano e a gente melhora com o passar do tempo e a prática da escrita - ui, falou a professora). Cabe aos autores aceitarem as críticas. E, como você mesmo disse, as editoras não dão divulgação necessárias para os autores brasileiros e eles recorrem ao que podem. Blogs literários estão nessa lista. Mas, enquanto os blogueiros não entenderem que SINCERIDADE É A BASE DE UMA BOA RESENHA acho que o quadro atual não vai mudar... Vamos continuar com a frase "apoie os nacionais" e demoraremos séculos para ler um livro brasileiro como fazemos com um internacional: com gosto e vontade, sem ter pena de comprar porque é desse u aquele país...

    Beijos,

    Gih.

    ResponderExcluir
  3. Gabrielle Erudessa2 de março de 2013 00:43

    Não vou mentir: nunca vi uma situação desse tipo. Acho que por não ter o costume de ler os comentários numa resenha, e também não costumo ler resenhas, ao menos não muito atentamente: gosto de descobrir sobre esse ou aquele livro por mim mesma, pois não sei quais são os gostos pessoais da pessoa que escreveu a resenha, e não gosto de deixar que algo assim interfira ANTES que eu leia o dito livro.

    Mas, acho que o autor não mencionado devia ter lido a resenha com carinho, independente de falar "mal ou bem", pois é uma divulgação de seu livro, que foi muito suado para ser publicado (dependendo da editora.Tipo, algumas cobram muito pra publicar um livro, é praticamente o autor pagando pro livro ser impresso), e ver isso como uma oportunidade de melhorar o que foi apontado como negativo. O primeiro livro não é perfeito. Nunca é. Sei por experiência própria: tenho muito carinho pelo primeiro livro que terminei de escrever, mas sei que posso melhorá-lo, sei que ele não é perfeito, e tenho certa vontade de reescrevê-lo, mas não sei direito por onde começar. Com uma resenha educada me falando do pontos negativos (onde melhorar), eu teria um norte de onde refazer ou algo assim. Acho que parte dos autores não entendem isso, ou fecham os olhos para os defeitos, idolatrando o livro, e querendo que os outros também o façam.

    E, particularmente, sou à favor dessa de "Apoio aos Nacionais". Principalmente porque tenho muitos livros nacionais na minha lista de leitura. E porque não os leu ainda, Gabi? Dois motivos: o primeiro é que boa parte deles só acho pra comprar via internet, e às vezes sem a opção depósito bancário, que é a única que uso. O segundo é que, quando acho em livraria, é absurdamente caro, e comparando com outro estrangeiro que a sinopse e o estilo tenham me atraído absurdamente, com mais páginas e mais barato, acabo escolhendo o estrangeiro. As editoras cobram caro pelos nacionais.


    Mas, não apoio somente os nacionais que publicaram. Conheço vários, no Nyah! Fanfiction e nos blogs da vida, com história muito boas, obrigada, e escritas apaixonantes em diversos casos. Alguns na luta para tentarem publicar, outros preferindo permanecer na internet apenas. Ainda não li tudo que queria que está disponível na internet, por falta de tempo e paciência de ler no computador, mas vou ler. E dar minha opinião sincera, assim como esperar uma opinião sincera daqueles que decidirem ler meus livros. E uma opinião educada, em ambos os casos.


    E muito bom o seu texto, principalmente por me revelar algo que eu não sabia, que essa briga de alguns autores com quem dá uma opinião sincera e opiniões nem tão sinceras e cheias de puxa-saco. (e eu praticamente escrevi outro post no comentário '-' Maldita mania de escrever muito...)

    ResponderExcluir
  4. Tudo no Brasil é defasado... Talvez um dia as coisas melhorem. Beijo

    ResponderExcluir
  5. É isso ai também apoio livros bons independentes de nacionalidade, homem , mulher, ou seja o que for. Geralmente não faço resenhas negativas.Quando não gosto do livro não faço resenha. Mas o que as pessoas não entendem é que gosto não se discute. Mesmo que eu odiei o livro pode ter alguém que vai mar e vice-versa. Então não digo que o livro não é bom, só que eu não gostei.

    http://blogprefacio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Sim, infelizmente os autores nacionais não tem muito espaço no mercado. Teve um caso de uma leitora que não quis comprar um livro X só porque era de autora nacional, acho isso ridiculo e também é ridiculo quando o autor parceiro vem tirar satisfação com o blogueiro só porque ele fez uma resenha negativa, o autor tem que entender que ele tem que estar aberto para as críticas, tanto positivas quanto negativas, a vida não é um mar de rosas.


    Beijokas :*
    Blog da Mylloka

    ResponderExcluir
  7. Já havia lido este post no dia que postou e agora venho comentar :D
    Adorei esta postagem, você simplesmente disse tudo!
    Sinceridade é a mais importante ferramenta para um blog literário, nada é perfeito, tudo deve ser mostrado como é.
    :D Abraços;

    ResponderExcluir
  8. Pois é.. Nada é perfeito \o

    Tem dois livros nacionais que gosto muito,um é bem atual o outro é um clássico, mesmo é Memórias Póstumas de Brás Cubas, M. de Assis e "Outono de Sonhos" de Adriana Brazil.
    Antes de tudo, acho que livro tem que ser bom. Não importa se é nacional, se é chinês, americano.. O que for.

    ;)

    Beijos..

    www.intheskyblog.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Concordo muito com com vc. Acho que a ideia de blogs literários é dar uma opinião honesta e, obviamente, lógica a um livro. Claro, queremos que a literatura nacional aumente, isso é algo bom para nós, mas isso não quer dizer que devemos mentir nas resenhas apenas por ser nacional. isso chega até ser uma forma de discriminação, ao meu ver.

    Gostei muito do artigo.

    Té mais...
    http://bmelo42.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Lucas, adoro esses seus textos! Os temas sempre são muito bons. Realmente, é difícil a gente encontrar resenhas "verdadeiras" até porque existem milhõõõões de blogs literários por aí que não tem compromisso verdadeiro, sabe?, só querem mesmo é o livro "de graça" e ponto.
    Uma vez eu vi uma resenha "negativa" de um livro de um autor nacional e aí o autor pediu pro blogueiro retirar a resenha do blog e tal, ordenou mesmo ele tirar e ainda insinuou que ele gastou muito pra enviar aquele livro pra ele e na hora ele disse aquelas ofensas e não sei o quê, mas na resenha só mostrava o ponto de vista do blogueiro, ele foi sincero e tal e aí perguntou aos leitores o que deveria fazer e a gente disse que não era pra retirar a resenha do ar coisa nenhuma, porque não estava ofensiva nem nada do tipo.
    Também acho que quem escreve um livro deve estar ciente de que ele não agradará a todos, afinal as pessoas não são iguais!
    Também acho que sinceridade é tudo, só que a pessoa precisa ser sincero de maneira educada, até porque o blogueiro, acima de qualquer coisa, precisa ter compromisso com seus leitores e indicar aquilo que realmente gostou, que se divertiu e sentiu prazer em ler e não ficar com medo do que o parceiro possa fazer.

    Brunna Carolinne - My Favorite Book - @MFBook
    http://myfavoritebook-mfb.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Eu simplesmente fiquei lisonjeado com esse comentário. Você tem OPINIÃO Gabi, e isso é algo raro hoje em dia. Beijos

    ResponderExcluir
  12. Ah Lucas, vocês e essas textos reflexivos, adorei seu texto. Há uma diferença entre você esculachar o autor e resenhar de forma correta. Minhas resenhas estou tentando fazer o negativo positivo, mesmo que esteja negativo o autor vai entender que que aquilo é um ponto a melhorar ou não. Mas deixa eu te falar alguém falar pro autor que ele deveria escrever melhor e usar mais a imaginação hahahaha Isso acho que foi meio estranho. São pontos que a pessoa melhoraria, então devia escrever um livro e não resenhar dos outros. Isso é uma velha questão. Minhas resenhas são sempre positivas, e acho engraçado... Porque? Será que só leio livro bom? Será que não sei ver defeitos? Será que só sei ver coisas boas e não sei ser crítica? Não sei... O que sei é que ainda não tive o prazer ou desprazer de dar minha opinião de forma "negativa", de forma construtiva. Só elogio mesmo hahahha Quem sabe terei uma oportunidade. Beijos

    Livros... Eu quero ler sempre

    ResponderExcluir
  13. Gabrielle Erudessa13 de março de 2013 17:20

    Obrigada, Lucas. Às vezes acho difícil expressar essa opinião claramente... :/ Mas se você gostou do comentário, vou considerar que me expressei bem xD E fico feliz que tenha te deixado lisonjeado com esse comentário.
    Abraços ^^

    ResponderExcluir

Olá :D
Espaço reservado para comentários.
Ofensas serão excluídas.
Tem um blog? Deixe o link no final do comentário.
Obrigado!